Segunda-feira, 31 de Março de 2008

a cena...


Você é... a cena dos cartazes em “Love Actually”: Você é criativo até na maneira de proclamar o seu amor e está sempre a pensar em novas maneiras de surpreender. É também alguém que consegue apreciar o amor por si só e não necessariamente por ser correspondido.
 
vá lá, vá lá... ao menos este não me chamou de "ursa"!!
sinto-me: a gastar tempo

publicado por Mia às 19:44
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
Sábado, 29 de Março de 2008

reporter de penas






Andava à procura de uma foto para colocar no “ Cartão de Memória”. Ao vasculhar a pasta das fotos encontrei esta fotografia (aqui publicada) e lembrei-me do episódio que vivi...um episódio da minha vida, directamente, relacionado com a foto.

 

 

 Existe um parque que frequento semanalmente. Um parque espaçoso, cheio de espaços verdes e com um lago. Este espaço é cheio de vida. Tem imensos pavões, patos, gansos e cisnes que são as delícias das crianças e não só…!

 

Escusado será dizer que quando vou ao parque vou sempre acompanhada pelos filhotes e com o meu apêndice… a minha máquina fotográfica. Nunca se sabe, sempre pode ocorrer uma situação digna de ser registada.

 

Num belo dia de manhã, lá estávamos nós de volta dos patos. Os miúdos entretidos a dar pão aos penudos e eu de máquina na mão a tentar reter um momento como o da foto acima. Não conseguia apanhar este flagrante, os movimentos eram bastante rápidos e dividir a atenção entre o pato e as crianças não estava a ser fácil. Anui que seria melhor deixar fugir o pato que deixar afogar as crianças!! LOL

 

Da parte da tarde, as crianças foram para casa da avó. Eu como sou de ideias fixas e não desisto até ter o que quero… fui eu sozinha para o parque.

 

 De máquina na mão e esperava, pacientemente, que o pato batesse as asas, novamente. Um dos jardineiros que andava pelas redondezas só olhava, olhava e olhava… e eu a vê-lo. Não é muito normal estar uma fulana deitada na relva com a máquina apontada para um pato… n tempo a fio.

 

Finalmente, tinha “apanhado” o desejoso bater de asas. Tirei uma sequencia de fotos, levantei-me, e de olhos no LCD da máquina via os resultados obtidos. Cruzo-me com o jardineiro e este, sem papas na língua, indiga:


 

- “ Desculpe a minha curiosidade. A Senhora é jornalista?”

 

.............. !!!

 

Confesso que me ia desmanchando a rir… e para perguntas parvas, respostas idiotas…

 

- “ Sou, sou!! Acabei, agora mesmo, de entrevistar o pato. Esteja atento ao telejornal que a reportagem deve passar hoje!” 

 

 Vá lá que o bom humor do Sr. Jardineiro estava em dia sim. Acabei por ganhar um amigo. Agora, cada vê que me vê, avisa-me sempre dos bebés que nasceram e a entrada de novos residentes. 

.... aiii pela amor da santa... santa paciência, só me faltava saber falar "Patês"!

 

 

                     

sinto-me: a 100%

publicado por Mia às 23:51
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
Quinta-feira, 27 de Março de 2008

ursos e figuras ou figuras de urso...



Vi este teste em alguns blogues que visito, diariamente. Como não posso ver nada, decidi copiar a ideia... e toca de fazer o dito teste!!

Não podia estar mais certo, juro que não... nem que seja pela figura de ursa que às vezes faço!



Que coisa meiga você é?
sinto-me: porreira, pha, porreira!

publicado por Mia às 23:09
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
Quarta-feira, 26 de Março de 2008

dia de espera...






(imagem retirada da internet)


Ainda não me recuperei do meu estado de saúde vergonhoso. Estou toda partidinha, sinto todos os ossinhos, músculos, tendões, cartilagens, veias e artérias, órgãos e até a raiz do cabelo me doí!! Parece que um TIR  me passou por cima, só tenho pena de não lhe ter tirado a matricula…!!

 

Como se não me bastasse estar neste estado mísero, a Inês não resistiu e foi arrastada nesta corrente de bactérias e vírus. Coitada da miúda. O maridão bem tenta ir contra esta corrente maligna, mas acho que não se escapa! È caso para dizer: toca a todos!

 

Desde ontem à noite que a Inês, praticamente, não se alimenta. Á garganta dorida e a falta de apetite aliam-se às dores de cabeça e os típicos picos de febre. Telefonei para a pediatra e esta aconselhou-me a ir à medica de familia com ela, uma vez que a médica pediatra estava de férias. Porreiro!! Não podia ir de férias em melhor altura… ok, médico com a miúda.

 

Primeiro passo: centro de saúde da minha área de residência. Ahhhh a médica só dá consultas de manhã. Fantástico!! Sou uma utente tão assídua que nem sei o horário de atendimento.LOL

 

Segundo passo: levar a filhota ao centro de apoio complementar, tipo urgências. Ainda ponderei a levar directamente ao Hospital, mas achei que seria mais apropriado ser vista lá do que ir para o hospital. O estado de saúde não inspirava assim tantos cuidados.

 

Cheguei lá e adivinhem o que me esperava? Uma fila enorme! Aiii que eu já não sabia o que era estar à espera assim tanto tempo. Como já não havia lugares para me sentar, aguardei encostada a uma parede bem próximo do balcão de inscrição. A conta gotas, a funcionária, despachava o seu serviço. Quando não se tem ovos para fazer omoletes é complicado. Louvo a paciência desta senhora, faz aquilo que está ao seu alcance.

 

Se é verdade que há muitos utentes que precisam de cuidados médicos, há outros que nem por isso. E mais uma vez tive a prova de tal hobbie.

 

Enquanto permanecia à espera da minha vez, para ser atendida, passa uma senhora na casa dos 50 a 60 anos. Esgueira-se pelo meio dos utentes e dirige-se logo para o balcão.

 

- “ Eu tenho uma doença muito má e não posso estar à espera!”

 

- “ Não a posso passar à frente. Já tem uma senha, não tem? Quer que peça ao segurança uma cadeira para se sentar?”

 

-“ Não, deixe estar!” – responde a senhora dona do seu nariz e quem sabe do Ministério da Saúde.

 

A nariz empinado desaparece e volta quando o numero da senha é chamado. Então olhem só a real lata da mulher, após a funcionária ter verificado que a médica de família dela estava a dar urgências, no mesmo horário, no gabinete dela.

 

Diz a funcionária:

 

_ “ A sua médica está de serviço. Tem que ser vista por ela. Se ela está de serviço, o “centro” não a pode consultar” – o que toda a lógica….

 

- “ahhh!! Eu sei!! Mas, sabe… eu estive lá ontem. Como os medicamentos que ela me receitou não fizeram efeito, vinha buscar outros diferentes com outro médico.” – boa!! Isso mesmo!! A industria farmacêutica agradece! Hum… será que a senhora também direito aos incentivos da classe médica?? Hummm… estou desconfiada que sim!! LOL

 

Depois de a funcionária explicar e pedir para que a senhora seguisse o procedimento correcto, esta não mudou de opinião. Em jeito de favor, a senhora lá aceitou a inscrição.  

 

Estava a fazer a inscrição da Inês e uma médica foi buscar algo ao balcão. Aquela senhora apareceu não sei de onde, com uma velocidade fugaz no passo, só visto!!

 

-“ Oh Srª Drª, não me pode já chamar? É que eu tenho uma doença muito má e preciso de ser vista.”

 

- “ não, não posso! Você já viu a quantidade de gente que está à espera?? Comiam-me viva!” – dizia a médica em tom de brincadeira.

 

- “ você aqui manda, se dizer que passo à frente, passo! Ninguém tem nada a ver com isso!”

 

- “ Não posso. Aguarde só mais um bocadinho.” – Voltou costas e foi à sua vida

 

Não aguentei e sorri. A lorpa ainda teve a lata de me dizer:

 

- “Quem não tenta fica à espera!”

 

Não respondi, sentia-me demasiada fraca para o fazer. Deixei passar em branco. Sei que irá existir uma oportunidade em que o feitiço se vire contra o feiticeiro.

 

Ironia do destino, a medica que lhe negou o pedido foi a mesma que atendeu a Inês. Segundo ela, a espertalhona está sempre “caída” no centro e sempre a fazer a mesma birra!

 

A grande parte dos utentes não vêm o medico como um profissional de saúde. Vêem-no como um amigo, um confidente, alguém para falar, alguém que os ouve.

 

… É a consequência da solidão diária.

… É o fruto de um Estado que não tem capacidade de resposta para acompanhar os mais idosos.

… É o efeito da mutação das famílias ditas tradicionais

… É o resultado da alteração de valor: Família.

 

 

 e o resultado deste abandono geriatrico, está bem visível… as visitas constantes ao médico, entupindo todas as vagas existentes, aumentando de forma gritante as filas de espera de quem está, realmente, mal de saúde!

 

sinto-me:

publicado por Mia às 21:12
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
Segunda-feira, 24 de Março de 2008

detesto imbecis!

( imagem retirada da internet)

 

 


Detesto imbecis, detesto!!

 

E por mal dos meus pecados, há um homenzinho que parece que me persegue. Trabalha numa empresa vizinha e é impossível, de todo, não ter o prazer de me cruzar com ele. Sabem aquele estilo de homem que acha que é o máximo, que pensa que é irresistível, que as mulheres fazem fila para o ter? Pois é, este é uma ave rara dessa espécie. Não seria mau de todo se aqueles pensamentos insanos ficassem só naquela cabecinha… mas, não! Faz questão de o demonstrar que esta livre e pronto para se aventurar. Bahhhh!!... E eu que costumo ter muita paciência para esse tipo de palhacinhos…enfim, valha-me a santa paciência… e se puder chamo também a Nossa Senhora das Limpezas, talvez os varra do planeta, de vez!!

 

O Dudu fez o favor de me presentear com a constipação. É verdade, ando num estado impróprio para consumo! A minha paciência também não está nos seus melhores dias, confesso!!

 

À hora do almoço pego na Inês e fomos almoçar. Sentamo-nos, e enquanto esperávamos, o homem sentou-se na mesa ao lado… a mesa colada à nossa. A Inês reconheceu-o e esteve na conversa com ele. Eu limitei-me a não dar muita confiança e sempre a puxar atenção da Nokinhas. Chegou a comida e cada um ficou na sua. Ou seja, nós ficamos na nossa. Ele ficou na mesa dele e com o olhar na nossa mesa, nomeadamente, no meu decote! Arre po*ra!

Durante aquele período senti-me extremamente incomodada. Não senti respeito algum. Já nem falo pelo respeito que deveria ter por mim, mas sim pela minha filha que estava ao meu lado.

 

Infelizmente, ainda existem umas aves raras com esta. Julgam-se os Dom Juan cá do sítio. São os melhores, uns rebarbados! E agora vou vos descrever a figurinha… sabem quando a mãe natureza se esquece de atribuir atributos… pois, foi o caso. A beleza entrou em êxodo, a camada adiposa instalou-se, repleto de comentários asquerosos, umas entradas que fazem concorrência às novas pistas do aeroporto… e para completar o ramalhete… o Homem não deve ter mais que 1, 55Cm… ele dá-me pelo peito! Mas, ele continua a interiorizar que é mesmo muito bom, uma boa *****, é o que é!!

O mais giro nisto tudo, neste tipo de Homens,  é que se lhe responderem à letra… eles ficam impávidos e quase que nem reagem. Não devem estar habituados que se façam frente. A frustração e a cobardia às vezes fazem destas… LOL

 

( voltando…)

 

Acabamos de almoçar e pedi a conta. Os actos foram repetidos pelo truão. Peguei na factura e dirigi-me ao balcão para pagar com o cartão. Quando dou conta lá estava ele ao meu lado para pagar, também. Mais uma vez com o gesto repugnante de não tirar os olhos. Eu já bufava por todos os lados, mas a miúda estava ao meu lado e não queria que assistisse a cenas tristes. Porr* com tantos decotes bem mais dotados que o meu… logo tinha que sair na rifa, eu não mereço!! Isto já é um acumular de situações que me estavam a deixar bastante irritada. Já tinha avisado o maridão que para a próxima fazia das minhas. Ele riu-se, ele sabe o que tem em casa.

 

Pago, e o olhar incomodativo mantêm-se. Peço à Inês para ir lavar as mãos… quem me conhece sabe que não sou de levar desaforo… e tive que responder. Manter-me calada iria abrir um conflito interno em mim: devia ter respondido e não o fiz… e a minha paz não ia serenar.

 

Cheguei-me perto do imbecil, de forma que o meu peito fica-se no limiar dos seus olhos e respondi:

 

- “ Passionata. Existe em branco e preto ou preto e rosa. O preço também lhe posso fornecer, para mais informações o meu marido irá entrar em contacto consigo!”

 

Peguei em mim e sai de lá o mais rápido possível. Esperei pela Inês bem perto da porta. A verdade é que o imbecil ficou colado ao balcão, mesmo depois de pagar.

 

Bendita constipação que me levou a paciência!!!

 

…continuo a dizer: detesto imbecis!!


 

 

sinto-me: constipada!

publicado por Mia às 23:34
link do post | comentar | ver comentários (33) | favorito
Sábado, 22 de Março de 2008

LOLOLOL

 

 

 

 

 

Realmente, a vida é injusta! Há sempre um inocente a pagar por aquilo que não tem a culpa!

 

- " mamã, os coelhos poêm ovos?"

-"Não!"

- " É a galinha?"

- "sim, a galinha põe ovos"

- "também põe ovos de chocolate?"

-

 

- "Já sei!! A galinha come muitos doces, fica gordinha e com os dentes estragados, e depois põe ovos de chocolate.... e pede ao coelho para levar aos meninos. o coelho corre muitoooooo e não se cansa como a galinha!

 

.-sim, filho.... é isso!!

sinto-me: assim...

publicado por Mia às 19:37
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito

mundo ala(ga)do

 

 

 

 

 

 

 

 

Perto da minha casa existe uma loja de animais. Escusado será dizer que os miúdos adoram passar por lá. A dona do estabelecimento é uma querida, até deixa os pikenos pegarem nos animais… e os miúdos deliciam-se. Por conta de pegarem nos animais já vieram, cá para casa, um hamster (completamente doido) e uma tartaruga, a Guga… e alguns peixinhos (não, esses não lhe pegaram ao colo!)

 

Sou apologista que para ter animais é necessário ter condições. Desta forma, ter cães está fora de questão… snifff, snifff… mas, quando comprar a vivenda a primeira providência a tomar será: arranjar um amiguinho que ladre! Tenho dito!

 

Gatos, gatos que eu tanto adoro…também não os posso ter. O imunoalergologista que segue a Nokas não aprova. Um gato poderia reverter os bons resultados que esta conseguiu até agora.Bahhh!!

 

Portanto, restam os animais de pequeno, muito pequeno, porte.

 

Sempre gostei de peixinhos. Sempre tive peixinhos. E, por acaso ou não, sempre duraram imenso tempo… cheguei a ter peixinhos que me fizeram companhia 4 anos.

 

Já algum tempo que ando a ter “más” ideias. Queria dar uso a um aquário grande que tenho. Os peixinhos que tenho agora são de água fria… e eu estava a pensar em transformar aquele aquário, que estava a apanhar pó, num pequeno mundo colorido.

 

Este aquário tem uma história engraçada. Há muitos atrás, ainda eu namorava com o maridão, fui abordada pelo namorado sobre o queria nos meus anos. Respondi que queria um peixinho, nada mais. Após ter ouvido tal resposta ainda me tentou demover de tal ideia. Achava que um peixinho não era resposta. Possivelmente estava à espera que eu lhe pedisse algo muito mais caro, não sei! A verdade é que esse peixinho deu-lhe a volta à cabeça. Se tinha que oferecer um peixinho, deveria ser um peixinho muito especial ( pensou ele). E o pobre do F. visitou uma data de lojas de animais e nunca encontrou o que queria. A data estava a aproximar-se e como não encontrava um peixinho “especial” resolveu ir até ao Aquário Vasco da Gama…. Adivinhem lá qual foi o peixe que me trouxe?? Nenhum!! No meio de tantos peixinhos para venda, não encontrou nenhum à minha altura!! LOL

Chega o famoso dia 21 e aparece-me em casa com um embrulho enorme… um aquário, mas sem peixe! LOLOL

 

Lá tive que arranjar um peixinho, um simples peixinho vermelho! Vocês deviam ter visto a cara do rapaz quando viu o vermelhinho a nadar no aquário! Só me perguntava “ tu querias um peixinho desses?? Desses eu vi tantos!!”

 

Voltando…

 

Como ontem o Dudu estava francamente melhor, aproveitei e fomos comprar uns miminhos para o ratito ( umas barritas de frutos e cereais ou pipocas e mel). Mal entramos a loja tornou-se propriedade dos pikenos. Festinhas aqui, festinhas acolá e o Dudu parou à frente do aquário. Perguntei se eles gostavam de ter um aquário com aqueles peixinhos coloridos, a resposta foi mais que obvia!

 

O sorriso e o brilho no olhar dos filhotes desarmaram-me. Acabei por trazer todos os materiais necessários para a transformação do aquário. No fundo eu sabia que isso ia acontecer, só precisava era de uma boa desculpa…

 

Viemos para casa e dediquei-me a montar a nova casinha. Colocamos o termóstato, os filtros, as plantinhas e o areal.

Vamos aguardar 3 dias para que o habitat estabilize e esteja pronto para receber os novos amiguinhos. Alguns que já tenho em mente: um tubarão-martelo, um escalar prateado e preto, … e um disco!!!

 

Ups… acho que estou mais entusiasmada que as crianças!!

sinto-me: pior que as crianças! LOL

publicado por Mia às 01:50
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito

muito mais leve!

(imagem retirada da internet)

Weeeeee!! Palmas para o Duartito!!

 

O filhote recuperou de uma forma estupenda. Hoje, a febre resolveu só o chatear uma vez… ou seja, passou mais de 12 horas sem um pico de febre! Estou felicíssima! Sim… podem me chamar mãe galinha… que eu não estou em aí! Estou mesmo aqui e a babar-me por tudo quanto é lado!LOL

 Nunca nenhum dos meus filhotes esteve em estado febril tanto tempo, confesso. A média é 2 a 3 dias… e nunca passou disso. Talvez por isso que o meu coraçãozito estava tão apertadinho.

 

A todos os amiguinhos que me deram as doces palavras de apoio: o meu sincero muito obrigada!!!!

 

sinto-me: orgulhosa pelo filhote

publicado por Mia às 00:25
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
Sexta-feira, 21 de Março de 2008

Sem melhoras... :((

 

 

 

 

 

Dizem que quando os filhos estão bem, nós estamos bem. Esta é uma das verdades. A outra é quando os filhos não estão bem, nós também não estamos bem.

 

E hoje não estou bem. Mais um dia que não estou a  100%.

 

Hoje é o quarto dia que o Dudu tem febre e eu não consigo que ele fique bom. As tomas intercaladas, de quatro em quatro horas, de dois fármacos antipiréticos (e não vou fazer publicidade… ainda não me pagam para isso) só foram cessadas hoje. De quatro em quatro horas, passou para de seis em seis horas. Menos mal…. Se não estivesse no quarto dia assim.

 

Desta forma, hoje levei-o à médica. O prazo dos três dias em estado febril foram respeitados e as melhoras… muito poucas! O miúdo foi visto e revisto e não encontrou nada. Os ouvidos estão ok; a garganta também; não notou nenhum ruído estranho a nível pulmonar e respiratório. Somente está constipado.

 

E então porque a febre não o deixa em paz?

 

Obtive uma resposta similar a: ele apanhou uma virose. Regra geral a febre só dura 3 dias, mas há viroses raras que vão até aos 5 dias.

 

Ora bolas… bem digo que a sorte não quer nada comigo. Mas é comigo, não com o meu filho!! Por isso deixa o meu anjo em paz…. Vá!! Eu não me importo de ficar doente na vez dele!!!!

 

 

Se ele não melhorar amanhã, Sábado irei o levar, novamente,  à médica!

 

Estou triste e sinto-me impotente em melhorar o seu estado de saúde. Ele até se tem andado bem disposto e contentinho, mas não é o mesmo Dudu.

                                     

 

sinto-me:

publicado por Mia às 00:04
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
Quarta-feira, 19 de Março de 2008

quadros, berbequins e asneiras

 

 

 

 

Ontem. O Dudu acordou, novamente, em estado impróprio para consumo. Apesar de se sentir um pouco melhor do que no dia anterior, achei que devia ficar no quentinho, no conforto do lar… e nas mimokinhas da mamã!! Ontem, já brincava sozinho e já nem pedia aquela atenção que consome qualquer um.

Aproveitei a sua boa disposição para fazer umas arrumações. Selecção da roupa que lhe deixou de servir, triagem de brinquedos… enfim, andei entretida!! Weeeeee foi a loucura total e descontrolada!

 

No meio de tanta arrumação encontrei um quadro que tinha adquirido já algum tempo. Estava guardado para ser colocado depois da pintura da casa. Chegou a hora de ter o seu destaque na parede dos famosos… cof, cof…

 

Coloquei a panóplia de ferramentas no chão e decidi esperar pelo maridão para realizar a árdua tarefa de fazer um buraco na parede! LOL… confesso que sou uma curiosa na bricolage e se puder fugir… sou a primeira!

 

Passado algum tempo chega o maridão. Pedi que pendura-se o quadro… e obtive como resposta um “agora não, estou cansado”!

 

Ahhhh?? Está cansado para fazer um buraco na parede?? Ok! Eu sei que sou oposto dele, gosto de viver sempre em cima do vermelho … ahhh por falar em pisar o vermelho… alguém sabe quanto tempo demora uma multa a chegar a casa, depois de sermos apanhadas em excesso de velocidade… só acho mal não terem avisado… é que eu nem tive tempo para sorrir para a fotografia… adiante…se alguém souber, podem me informar? … Estou desconfiada uma semana antes do Postal de boas festas chegar… vou de férias com os miúdos!!

                                                       

Voltando… o maridão é uma pessoa extremamente calma, paciente, desde que eu esteja bem, ele está bem, e faz-me as vontades todas… todas, excepto a bricolage. Grhhhh

 

Eu não queria, mas tive que arregaçar as manguitas e fazer-me à vida, neste caso ao trabalho. Algo me dizia que isto não ia dar bom resultado. Ainda lhe perguntei se devia ter algum cuidado em especial:

 

- “ Não. Tem atenção é a broca!”

 

-“ ahhh!! Só isso??”

 

-“ Só!”

 

-“ E fios eléctricos? Não passam por aqui?”

 

-“ Não, nessa parede não…”

 

Os miúdos trocaram as brincadeiras do papá pelas aventuras da mamã (devem ser mais animadas!) LOL

 

E lá estou eu… decidida que hoje era o dia limite para pendurar a tela. Olho para a broca, certifico-me que esta estava bem presa, assinalo onde quero fazer o buraco e… brummmmm… ainda não tinha furado a parede 1 cm… a p**ra do estuque saltou!! Eu só queria pendurar um quadro… não queria fazer uma janela!!!

           

Ainda estava na esperança que as crianças não tivessem percebido a asneirada que tinha acabado de fazer… sai a mais velha disparada:

 

- “ Papá!!! A mamã está a partir a casa toda!!!!” … (que exagero, só foi uma pedrinha...

 

-“ Deixa-a, filha!! Se ela está feliz, deixa-a!!”

 

Amanhã, se não chover lá vou eu remendar esta falha! A minha parede que me deu tanto trabalho a pintar… sniffff, sniffff!! Opah… ele também podia ter avisado que havia vários tipos de brocas, escusava de ter descoberto através da net. Ora bolas… assim não brinco mais!!!

 

 

 

 

 

 

 

                                                        
sinto-me: a fumegar

publicado por Mia às 16:28
link do post | comentar | ver comentários (34) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
29
30


....

.ainda fresquinhos

. incredula.

. A lady Baba está gaga!

. o casamento de uma prince...

. já voltei e não fui pelos...

. se eu não voltar...já sab...

. Ah?? Não percebi...

. porque sim...

. curtissima

. é oficial: eu já não vou....

. isto realmente....

.arquivos

. Abril 2011

. Março 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

Palm Springs Lofts
blogs SAPO

.subscrever feeds