Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

Bombardeamento de perguntas

 

 

Enquanto adiantava umas coisas na cozinha, os miúdos estavam a ver os desenhos animados. Pensava eu que estavam. Tinham mudado de canal e estavam a ver o programa “Extreme Makeover” no canal “People and Arts”.

 

Aqueles olhinhos seguiam com toda atenção à demolição de uma casa. Contudo, as crianças, não estavam a perceber o que se passava. O mais pikeno estava muito indignado. Estavam a destruir a casa de uma família.

 

As dúvidas e a curiosidade aguçada, dos pikenos, fomentaram um rol de perguntas…. Aiiii mãe sofre….

 

Expliquei o objectivo daquele programa. Ajudar pessoas com poucos recursos financeiros a ter uma casa decente para viverem. Demoliam a casa velhinha e em troca construíam uma casa com todo o conforto.

 

Senti que a mensagem tinha sido recebida. Os miúdos faziam perguntas coerentes com o que estavam a observar e eu estava orgulhosa de mim… tinha conseguido explicar de forma simples.

 

Mas, eles são insaciáveis e fui novamente bombardeada. A mais velha começou o ataque:

 

- “ Mamã, porque é os pobres são sempre as pessoas de cor??”

 

Respirei fundo e expliquei que a pobreza afecta todas as etnias, idades e sexo. Não há nenhuma causa-efeito. Ou seja, se é de cor, logo é pobre.

 

O Dudu atento às explicações fazia expressões faciais dignas de serem gravadas. Após as minhas explicações e face ao silêncio da irmã, interveio:

 

- “Ò Mãe eles lá não tem MacDonald´s?”

 

-“Penso que sim…”

 

- “ Então porque não todos trabalhar para lá?”

 

Raios… e eu a pensar que isto estava a correr bem. Na realidade o puto não tem culpa de ser observador (e ter a língua comprida). No Mac que costumamos ir, a maior parte dos empregados são pessoas de cor.

 

Respondi-lhe que eles estavam sem dinheiro porque tinham perdido o emprego. E que quando encontrassem um novo, as dificuldades financeiras iam diminuir.

 

-“ Tu não percebes nada! Nada, nadaaaa!! Queres que eu te explique?” – espicaçava a Nokas

 

-“ Vá, diz lá” – respondia o pikeno já um pouco alterado

 

- “ Eles são pobres porque, porque… olha… tiveram azar!”.

 

Fiquei com a nítida ideia que houve para ali uma lacuna de informação… tenho que trabalhar mais neste campo… tanta conversa para nada. Bahhh

 

O programa prosseguia e estava na parte onde mostram as divisões da casa depois de reconstruídas e decoradas. A casa tinha pequenos luxos que a minha casa não tem. Umas dimensões que a minha não tem… um jardim enorme… que a minha também não tem. E o pequeno observava…

 

-“ mãeeeee, tu também queres uma casa assim?? È fácil, só tens que deixar a nossa começar a cair aos bocados.”

 

Toing!!! Como tudo se torna tão fácil, visto pelos olhos de uma criança.

 

O programa acabou e os pequenos foram arrumar os brinquedos. Sorrateiramente fui vigia-los e oiço o comentário que o Dudu fazia para a irmã:

 

- “ Oh coitados, vão morrer!”

 

- “Vão morrer? Quem?” - pergunta a Nokas

 

-“Os pobrezinhos… tem uma casa tão grande e continuam sem dinheiro para comer….”

 

Vim-me embora em pezinhos de lã. Chega de perguntas….

 

Rais parta os putos…

 

sinto-me: bem

publicado por Mia às 00:46
link do post | comentar | favorito
17 comentários:
De DyDa/Flordeliz a 17 de Abril de 2009 às 01:57
Vou dormir a sorrir.
Qual "rais parta os putos" qual quê?
São lindos e mais nada!

Quem te manda andar a arranjar desculpas esfarrapadas.
Não vês que roupa rota pouco tapa?

Claro! Se são pobres...Não é por a casa ser grande que a comidita entra na barriga.
Sabes que mais? Esse puto ainda vai é para politico. Sabe observar...Tomara nós amiga. Tomara nós ter adultos assim!
Beijinho


De Mia a 19 de Abril de 2009 às 02:07
Olá, Florzinha

uma coisa é certa, se o puto vai para politico vai dar dor de cabeça a muita gente. è que eu às vezes bem o tento comprar ( tipo vou-te um bombom se tu...) e o gaijinho nada. Prefere ficar a perder.LOL Agora imagina um gajo no parlamento sem receber uns "bonbons por fora... devia ser lindo!! LOL
Bjokinhas


De Cloudy a 17 de Abril de 2009 às 10:46
Não há dúvida que aquelas cabecinhas pensam muito e, como é óbvio, chegam às suas próprias conclusões! com ou sem ajuda!
Pessoas de cor no Macdonalds? Isso é mais para o Sul. Por aqui também se encontra, mas realmente da ultima vez que fui a Lisboa fiquei abismada!
Beijocas!


De Mia a 19 de Abril de 2009 às 02:10
Sim, existem muitos macs onde a percentagem de gente de cor a trabalhar é muito superior. mas, por mim tudo bem... é um trabalho como outro qualquer, é digno, e tem todo o direito de trabalharem lá como em qualquer outro sitio. Agora, naquela cabecinha, do puto, acho que ele já cpnseguiu chegar à conclusão que não é preciso muito para trabalhar lá.
bjokinhas


De rainhamae a 17 de Abril de 2009 às 12:27
As coisas mais simples aos nossos olhos são tantas vezes complicadas para os nossos filhos. E eles por vezes têm razão: os Homens complicam até as coisas simples.


De Mia a 19 de Abril de 2009 às 02:21
Ainda me lembro dos tempos de criança onde a minha imaginação dava soluções muito faceis aos problemas de "gente grande". era tudo tão fácil... e tudo tão inocente.
Bjokinha


De Escondida a 17 de Abril de 2009 às 19:12
A-D-O-R-E-I

principalmente a parte de deixar caír a casa aos bocados.

=P

Bjinhos


De Mia a 19 de Abril de 2009 às 02:14
Se eu soubesse que era assim tão facil, tinha comprado uma barraca qualquer e ficava à espera que caisse no proximo mês. Poupava muita data de dinheirinho, tanto na aquisição da barraca como na compra da vivenda.
bjokinhas


De Gato Pardo a 19 de Abril de 2009 às 00:38
Chiça...
A natureza observadora das crianças nunca cessa de me surpreender...
Beijokas


De Mia a 19 de Abril de 2009 às 02:13
A ti não te param de surpreender, e eu não paro de responder aqueles pestinhas. Ás vezes penso que as crianças deviam ter um sistema qualquer que nos introduziamos um chip com a informação toda e á estava. Puxa... já estou pro em descalçar a bota! LOL
bjokinhas


De silvia a 19 de Abril de 2009 às 10:47
Muitas vezes eles distorcem um pouco a informação que lhes é dada à maneira deles.
Beijocas
Silvia


De Mia a 21 de Abril de 2009 às 00:30
A ver se amanha actualizo a continuação dos "pobrezinhos". Acho que traumatizei o puto :S
Agora não se cala com os pobrezinhos... ao ponto de me dizer que tem vergonha porque a mãe tem dois carros....
Isto está bonito... :P
Bjokinhas


De Arroto Azul a 19 de Abril de 2009 às 11:23
Essa última observação foi muito acertada!

-“Os pobrezinhos… tem uma casa tão grande e continuam sem dinheiro para comer….”

É uma grande verdade... até porque já ouvi dizer, que algumas das coisinhas que são "oferecidas" não passa de fogo de vista!

De qualquer modo, a ser isso verdade ou não, o teu "pikeno" é que a sabe toda

Espero que esteja tudo bem...

Beijinhos


De Mia a 21 de Abril de 2009 às 00:34
Ele não deixa de ter razão. Lá por ter uma casa nova, não entra comida no prato... só se venderem alguma coisita :P
E sim, nós estamos todos bem :)) obrigada por perguntares
bjokinhas


De LEA a 19 de Abril de 2009 às 18:45
lol, Eu também gosto de ver esse programa...
O Cris hoje estava a ver o telejornal e estavam a falar de alguém que levou 3 facadas, mas tinha sido no norte ou coisa assim, eu estava com o Guga na casa de banho e lá vem ele a correr, "mãe, mãe... falaram nisto na minha escola" eu respondi que não poderia ter sido aquela notícia e o que ele deveria de ter ouvido na escola tinha sido um rapaz que levou uma facada e que acabou por morrer, e que tinha sido mesmo na estrada que ele via do quarto dele, mesmo por detrás de nossa casa e na 4ªF. Resposta dele:" pois, foi isso mesmo que disseram na televisão..." Palavras para quê?!?!?
Só mesmo estes putos...
Beijocas


De Mia a 21 de Abril de 2009 às 00:33
LOLOL o teu puto é demais! Vês não vale a pena tentar tirar-lhe a razão que eles dão a volta à questão. o pikeno sabia toda :))))
bjokinhas


De LEA a 21 de Abril de 2009 às 00:47
è tem semprehistórias para contar...
Ontem fui com eles ao parque aqui perto de casa e lá veio ele: "mãe, lembras-te..." eu perguntei: Cristiano, lembras-te do dia em que nasceste? Ele respondeu "não" Eu: "que pena é menos uma história para contares..."
É que ele não se cala mesmo e tudo para ele parece que foi à anos... Utiliza dois verbos, comprar e lembrar. O 1º o pai diz que aprendeu comigo, será?!?!? Não deve de ter sido ultimamente que a coisa está preta para estes lados.
Bjs


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 128 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
29
30


....

.ainda fresquinhos

. incredula.

. A lady Baba está gaga!

. o casamento de uma prince...

. já voltei e não fui pelos...

. se eu não voltar...já sab...

. Ah?? Não percebi...

. porque sim...

. curtissima

. é oficial: eu já não vou....

. isto realmente....

.arquivos

. Abril 2011

. Março 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

Palm Springs Lofts
SAPO Blogs

.subscrever feeds