Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

é mais uma, senhores. é só mais uma...

( imagem retida da internet)

 

 

Antes que me esqueça vou deixar aqui mais uma aventura do planeta Mia. É sempre a somar, não há hipótese.

 

Na passada segunda-feira muitas escolas estiveram encerradas durante o período da manhã. Apenas os alunos que iam realizar a prova é que tinham acesso à passagem pelo portão. A escola da Nokas não foi excepção. Avisaram-me com tanto tempo de antecedência que, aqui, a je acabou por se esquecer de tal facto… e não fui a única.

 

Não me perguntem como me meti numa estas… ainda estou para descobrir. Vou recuar um pouco no tempo para tentar relatar a aventura mais recente.

 

No fds passado, acabei por concordar em levar, na segunda-feira, o filho de uma conhecida à escola. Parece que na semana passada a mãe do J. tinha tido um acidente e o carro de substituição ainda não lhe tinha sido entregue.  

 

Estava com um péssimo pressentimento. A pessoa em questão não é minha amiga, apenas conhecida. Divide-se uma mesa, trocasse umas palavras durante o lanche na pastelaria. E é ocasionalmente. Senti uma grande responsabilidade no meu-esqueleto-frágil-é-favor-de-não-quebrar.Hum… filhos dos outros??? Aiiii Mia no que te vais meter!!!

 

Como se tivesse as duas figurinhas míticas, a do bem e a do mal, na minha cabeça  pensava na minha futura decisão. Se por um lado ouvia “ não leves, ela que o leve a pé”, por outro lado ouvia “ lembraste quando tiveste o acidente e ficaste sem carro? Foi uma chatice, não foi?? Vá ajuda lá que quem leva 3 crianças no carro… leva quatro!!”

 

E assim acedi ao pedido. A escola fica mesmo em caminho, nem tinha que fazer qualquer tipo de desvio… era só uma paragem, retirar a criança do carro e entrega-lo à vigilante que se encontra perto do portão.

Combinou-se que iam ter connosco à nossa casa, ela não queria que tivesse a maçada de o ir buscar. Pronto, se assim que queres.. para mim é igual ao litro.

 

Segunda-feira. Há hora marcada para o “ embarque” não foi respeitada. Eu e as minhas 3 crias, apanhando a valente seca dentro do carro, à espera das suas realezas-meio-adormecidas. 10 minutos de atraso, nada. 15 minutos de atraso e lá aparecem as duas almas à porta do prédio. Saio do carro cumprimento o J. e a mãe e pergunto pela “ cadeirinha ou o banco” -  sistemas de retenção de crianças obrigatórios por lei.

 

-“Ahhh?? Não trouxe. Deixei em casa. Não  se preocupe que nunca apanhei a policia.”

 

Ahhhhhh??? Ai  a minha vida, eu nem queria acreditar naquilo que estava a ouvir. Se já estava a bufar pela seca que tinha apanhado… mais esta e era a gota de água. Mal sabia eu o que me esperava.

 

À frente dela pedi à Nokas que fosse a casa buscar a cadeirinha que temos a mais. E disse à mãe do J. que nem era pela multa, mas com a segurança das crianças não se brinca. Pelo menos eu não brinco. A tola, em vez de acatar as palavras ainda teve a ousadia de dizer que era tão pertinho que não fazia mal. Ao qual respondi que os únicos acidentes que tive foram num raio de 1,5km de casa. Não é pela distância da viagem que mede os riscos rodoviários. Enfim…

 

A Nokas volta com a cadeirinha, puto sentado perto da porta e arrancamos. Passado 5 ou 10 minutos lá estavamos nós na escola do menino. Juro que me caindo tudo quando me disseram que não havia aulas. De repente lembrei-me do aviso “ dia 18 de Maio não há aulas de manhã!”. Quase que me ia dando uma coisinha má… eu com aquela criança, mais as minhas, e os miúdos sem aulas. Pior… nem sabia por andava a sua mãe para lhe devolver o catraio.

 

Arranquei em direcção à escola do Dudu. Parados num semáforo um Senhor resolve passar a pé entre os carros e o fedelho não vai de modas, abre o vidro do carro e tcham.nahhhh:

 

- “ Cabrãooooooo!!”

 

Fiquei tipo uma slot machine, as cores mais quentes substituíam-se alternadamente na minha tez. O Dudu com a mão frente da boca só repetia “ aiiii, aiiiiii” e a Inês remata logo “ aiii se a minha mãe te ouve…”.

A reprimenda foi abolida da minha parte. Primeiro não é meu filho para lhe pregar sermões (mas também não tenho que passar vergonhas por causa dele, certo?). E depois, não disse nada (burra, burra, burra!!)porque sempre pensei que a deixa da Nokas era mais do que suficiente.  

Passamos pelo infantário do Dudu e deixei-o lá. Agora imaginem… cada vez que era preciso fazer uma paragem era necessário tirar 4 crianças das respectivas cadeirinhas e depois torna-las a sentar e apertar cintos. De uma logística fantástica..Do melhor, acreditem!LOL…

 

Irritada e a bufar por todos os poros do meu corpo volto para a área de minha residência. Agora só com 3 catraios… menos mal. Que Deus me perdoe mas só pensava em entregar o intruso e mal-educado rufia.

 

Às vezes vejo a sua mãe no café. Costuma ir beber café no mesmo horário que eu costumo ir tomar o pequeno-almoço. Desta forma, rumamos para o café em questão, tinha esperança de encontrar a L. Mal entramos o miúdo disse-me logo “ tenho fome” num tom pouco dócil. Perguntei à Nokas se queria alguma coisa. Não quis nada, já tinha tomado pequeno-almoço em casa, não tinha fome. A Maria-princesa também já estava despachada, essa não perdoa o seu biberon logo assim que acorda. Pedi o habitual para mim e o puto pediu um logo um queque e um leite com chocolate.

Quando chegou o pedido a Nokas puxou a cadeira sem ver e fez com que um bocado da minha meia-de-leite entornar-se. O J. que nem tinha sido atingido pelo líquido morno e escuro, dá mais uma vez o ar da sua graça. Olha para a empregada e chama-a de estúpida.

 

Bloqueei. Morri naquele instante. E tão atarantada que estava só me ocorreu dizer à rapariga:

 

-“Apesar de não ser meu filho, peço-lhe imensa desculpa.”

 

A rapariga só se ria. Viu-me tão constrangida com a situação que só tentava colocar água na fervura. “ ó Mia, eu sei que não é seu filho. Até parece que não vem cá todos os dias! Olhe a mãe dele acabou de sair daqui.”

 

Quando ouvi “sair daqui” quase que as lágrimas me correram pelo rosto. Só pensava em me despachar para entregar a cria alheia. Já estava pelos cabelos. E depois de ouvir aquilo só me vinha à cabeça “ a mulher não foi para casa e eu vou ter que aturar este peste”. Senti-me miserável e pequenina.

 

Depois de perguntar à criança qual era o andar que morava, zarpei a toda a velocidade. Toquei à campainha e senti que tinha ganho o dia quando ouvi no intercomunicador “ quem é?”.

 

Há quem diga “ Mia, a ti tudo te acontece.” Pois é, a mim tudo me acontece porque a parva  mete-se nelas. E meto-me em cada uma… irrra que nunca mais aprendo!!

 

sinto-me: agora mais calma

publicado por Mia às 02:17
link do post | comentar | favorito
22 comentários:
De Jorge Soares a 20 de Maio de 2009 às 08:46
LOL

Mia, gabo-te a paciência.... comigo logo à primeira o miudo tinha ouvido uma que de certeza não dizia mais nenhuma.

Beijinho
Jorge


De Mia a 22 de Maio de 2009 às 23:09
se fosse meu filho, a estoria já não tinh o mesmo desfecho. mas, com os filhos dos outros é diferente... o que não invalida a minha vontade de lhe apertar o papo!! LOL
Bjokinhas


De Cate a 20 de Maio de 2009 às 09:10
Fizeste aquilo de boa vontade, mas fogo, tens uns azares de vez em quando. Meu deus!!
Beijinho e agora relaxa um pouco.



De Mia a 22 de Maio de 2009 às 23:11
Se eu não tivesse ideis loucas nada disto me acontecia! Aiiii santa paciencia!
bjokinhas


De mamaepedro a 20 de Maio de 2009 às 09:41
Ai o cachopo... já sabes... não vais repetir a gentileza...

Beijokas


De Mia a 22 de Maio de 2009 às 23:12
opah... eu ia jurar que a crinancinha não era assim. Alias, nunca tinha o visto a fazer aquele tipo de cenas. foi o elemento surpresa para animar os animos! LOL
Bjokinhas


De c911eutopias a 20 de Maio de 2009 às 16:07
Deve ser por essas e por outras que dizem que três foi a conta que deus fez . É bom saber que a tradição para os teus lados ainda é o que era. bjs


De Mia a 22 de Maio de 2009 às 23:13
LOL... ou seja é bom eu me meter nestas alhadas para o pessoal se divertir. Bem... antes assim!LOL
bjokinhas


De LEA a 20 de Maio de 2009 às 16:16
Ai amiga, devemos ser muito parecidas... Vai na volta também ficava calada na 1ª vez... Mas nem tinhas o número de telemóvel da mãe da criatura??? Eu acho que me passava mesmo e despachava a criatura o mais rápido possível.
Eu escrevo tudo nos lembrentes do telemóvel, é só alarmes, é que senão, lá faço como tu e esqueço-me de tudo.
Ai mulher espero que tenhas aprendido... (se fores mesmo como eu, não aprendes mesmo, é chamada a boa fé...)
Beijocas


De Mia a 22 de Maio de 2009 às 23:15
Achas que eu tinha o numero da mãe??? A mulher chegou atrasada e com a pressa esquecime, confesso! Percebes agora o meu panico de ficar com o fedelho nas mãos?? Uma coisa são os nossos, ou quem tens confiança para ficares com ele um dia... outra coisa é um miudo que n tenho confinaça e nda amavel.
bjokinhas


De DyDa/Flordeliz a 20 de Maio de 2009 às 16:34
Diz, diz agora que o Dudu é que é do piorio!
Mal habituada


De Mia a 22 de Maio de 2009 às 23:18
o Dudu e lindo!!!
Mas, para serem assim estão muitas horas investidas, acredita. Opah não digo que eles sejam as crianças mais bem-educadinhas que existam na face da terra. Mas, estou consciente uqe se comportam minimanente bem :)))
... alias, eles ate se portam melhor com terceiros do que quando estão com a mãe :P
bjokinhas


De me a 20 de Maio de 2009 às 16:39
Credo!
Mas olha que tu... ahahahahahah! Opá tudo te acontece!

bjoquinhas de xanax


De Mia a 22 de Maio de 2009 às 23:25
Goza, goza!! às vezes acho que sou muito totó, senão não caia na armadinha da boa vontade!LOl
Bjokinhas


De Antes assim... a 21 de Maio de 2009 às 17:16
Olha vez??? Uma pessoa a querer ajudar e ainda te saiu a rifa premiada... de má educação, claro!
Beijinhos


De Mia a 22 de Maio de 2009 às 23:28
para mim foi uma surpresa bastante desagradavel. A mãe do J. é uma pessoa atenciosa e educada. O menino nunca tinha demostrado essa faceta. Fui apanhada, confesso!! Mas, uma coisa garanto... não torno a levar esse peste à escolinha :)))
bjokinhas


De Banita a 21 de Maio de 2009 às 21:03
Que xaropada!! Ainda bem que depois a mãe do puto estava em casa... senão... já cá tinhas mais 3 ou 4 posts dedicados ao assunto! LOL


De Mia a 22 de Maio de 2009 às 23:30
Não, Banita. Não tinha mais posts para escrever caso tivesse que ficar com o puto. e sabes porquê?? porque já tinha cortado os pulsos com a faca da manteiga :))
LOL
Bjokinhas


De Miss Pepper a 21 de Maio de 2009 às 21:57
Cara amiga, eu não tinha resistido a dizer 2 ou 3 coisinhas ao puto... assim com muito amor e carinho...
Se há coisas que não posso são miúdos "eu quero-posso-e-mando" e mal-educados! Argh!

Beijokas!


De Mia a 22 de Maio de 2009 às 23:31
uma coisa que não suporto são miudos mal-educados, estou farta de o dizer. Mas, por castigo parece que me caem todos na teia LOL
Bjokinhas


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 128 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
29
30


....

.ainda fresquinhos

. incredula.

. A lady Baba está gaga!

. o casamento de uma prince...

. já voltei e não fui pelos...

. se eu não voltar...já sab...

. Ah?? Não percebi...

. porque sim...

. curtissima

. é oficial: eu já não vou....

. isto realmente....

.arquivos

. Abril 2011

. Março 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

Palm Springs Lofts
SAPO Blogs

.subscrever feeds