Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

crianças mórbidas !!!

Perto da Casa Mortuária dos Olivais, uma senhora gritava à janela:

- " Ó João!!! Ó João!!!"

E o João nada de responder... e as chamadas continuavam "Ó João!!!"

Passado um tempinho, o menino, lá resolveu aparecer. Ele deveria ter uns 9 ou 10 anitos e vinha acompanhado por outro menino mais novo.

-" Ó João, anda jantar!" - gritava a senhora pela janela

- " Ó mãe...só vamos ver, ali, o morto e já vamos" - Respondia o menino, a gritar, à sua mãe.

-" Está bem! Mas vê se te despachas!!



Eu que estava cá fora, com uma amiga a fumar, rapidamente apagamos o cigarro e seguimos as crianças... nem queríamos acreditar.

As crianças entraram na casa mortuária como se fosse a "casa" delas. Chegam ao pé do primeiro caixão aberto e espreitaram... mas como a cara do falecido estava tapada com um lenço tiveram a ousadia de perguntar:

- " Sra., podemos ver o morto?"



graças aos deuses que o familiar (ou não) teve o bom senso de dizer que não e as crianças acabaram por sair.

Pelo amor da santa... Santa paciência!! Em vez de estas crianças estarem a brincar e a desenvolver as suas competências... andam a tornar-se bizarras e mórbidas... o mais grave é que é com o consentimento da mãezinha!!!! Há gente muito esquisita!!! APREEEEE!!

 

 

sinto-me: nem sei bem...

publicado por Mia às 21:08
link do post | favorito
De DyDa/Flordeliz a 10 de Janeiro de 2008 às 02:04
"Onde estiveres faz o que vires fazer" (é muito antigoooooo)
As crianças apenas fazem o que é normal verem fazer no sítio onde possivelmente habitam!?
É estranho mas... Para elas... É dia-a-dia (dura realidade!)
Ficamos chocados, pois custa imenso lidar com a morte, em especial quando é de alguém próximo que que desaparece para sempre das nossas vidas.
No caso das crianças (mãe) que descreve...é apenas mais um movimento na rua onde moram!
Há coisas muito mais interessantes sem dúvida para uma criança ser feliz e saudável mas... e mas... e mas...e muitos mas.
Ainda bem que nem todas as crianças crescem assim "livres de tudo".
Bom resto de semana





De Mia a 10 de Janeiro de 2008 às 10:44
esse proverbio não conhecia, mas aplica-se a 100%. Eu percebo que seja a rotina (de quem mora perto) ver carros funerarios a sair e a entrar... mas daí até deixar os filhos irem brincar para lá, vai uma grande distancia... será que é assim tão banal ao ponto de a mãe não ver que é negativo para as crianças ... continuo a achar tudo muito surrealista :P
Bjokinhas


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 128 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
29
30


.ainda fresquinhos

. incredula.

. A lady Baba está gaga!

. o casamento de uma prince...

. já voltei e não fui pelos...

. se eu não voltar...já sab...

. Ah?? Não percebi...

. porque sim...

. curtissima

. é oficial: eu já não vou....

. isto realmente....

.arquivos

. Abril 2011

. Março 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds