Sábado, 30 de Agosto de 2008

meia dúzia é mais barato

 

Numa das minhas idas ao cabeleireiro…

 

Há Hora marcada lá estava eu sentadinha na cadeira da cabeleireira. A simpática moçoila dava-me as boas vindas e oportunamente pergunta-me se já sabia o sexo do baby. Respondi que era uma menina. Retorquiu com a pergunta de como estavam os meninos. Em menos de 3 segundos tinha uma intrusa na conversa… aiii e eu como gosto disto…

 

Diz a senhora da cadeira do lado:

 

- “ Desculpe me meter na conversa. Mas este bebé é o seu terceiro filho?”

 

-“Sim, é.” – Respondi de forma a demonstrar que não me interessava adiantar conversa.

 

- “ E o quarto filho, não pensa nisso?”

 

-

 

Oh My God… se ainda vou a metade do tempo de gestação… como podia pensar já no seguinte. Desculpem lá, mas eu não sou nenhum animal de reprodução. Apesar, de achar que a dita estava a se afiambrar a uma resposta menos simpática… contive-me e respondi-lhe que não, os nossos planos (meus e do maridão) estavam delineados para 3 filhotes.

 

Resposta da senhora:

 

-“ Eu falo pela experiência das minhas amigas que tiveram 3 filhos e pela opinião dos pediatras… é que a educação do filho do meio torna-se muita complicada. Ele fica muito perdido!”

 

- “ Perdido??”

 

-“ Sim, perdido. Porque não é o filho mais velho nem o filho mais novo. Coitados, eles nem conseguem acompanhar nem um nem outro. Se tivesse 2 filhos do meio a tarefa seria mais muito fácil.”

 

Após digerir aquela informação (que para mim era completamente descabida) tentei perceber se a senhora andava a snifar ou a injectar substâncias duvidosas! LOL

 

-“ A Senhora tem 4 filhos?”

 

- “Eu não… só tenho um e muito trabalho me dá!”

 

AHAHAHAHAH  ora aí está a peça que me faltava para complementar o ramalhete… a experiência, ou a falta dela, a falar!! Não me contive e achei que podia dar o ar da minha (des) graça:

 

- “ Discordo completamente. Tudo depende da forma como educamos as crianças e os valores e auto-estima que lhe incutimos. Se formos por essa linha de raciocínio… a taxa de natalidade disparava. Não se podia ter só um filho porque, coitadinho, era filho único e mais tarde iria sofrer as sequelas de não saber o que é ter irmãos. Não se podia ter só dois filhos porque a disputa era incansável. O mais novo a querer ter as mesmas liberdades e autonomia do mais velho, o mais velho a desejar que gostaria de ser o mais novo. Três filhos… estava fora de questão porque, segundo diz, o filho do meio andaria perdido. Então e se tivesse 4 filhos?? Ficava com o mesmo problema, não?? Alias, até seria mais grave porque ficava com dois na situação de perdidos. O melhor mesmo era logo ter meia dúzia (isto já entre um sorriso).

 

- “ Visto as coisas desta forma… tem razão!”

 

A conversa acabou por ali, graças a deus! Era o que me faltava ter que ouvir palpites de quantos filhos é que se deve ter… ai só a mim!!!

 

Filhos… cada um sabe quantos quer  e pode ter. Ate parece que, hoje em dia, criar um filho não pesa no orçamento… enfim!!!

 

 

sinto-me: muito bem

publicado por Mia às 17:49
link do post | favorito
De maebabada a 1 de Setembro de 2008 às 12:17
eu sempre ouvi dizer que se não se tem nada de bom para dizer mais vale ficar calado, mas acho que essa ideia não abunda cá na nossa nação, todos têm sempre que meter o bedelho ainda que o vão dizer não seja util nem tenha interesse, mas gostam de ouvir o som da sua voz...enfim, haja paciencia


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 128 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
29
30


.ainda fresquinhos

. incredula.

. A lady Baba está gaga!

. o casamento de uma prince...

. já voltei e não fui pelos...

. se eu não voltar...já sab...

. Ah?? Não percebi...

. porque sim...

. curtissima

. é oficial: eu já não vou....

. isto realmente....

.arquivos

. Abril 2011

. Março 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds